segunda-feira, 3 de setembro de 2018

Quem é escritor?

            
            Escritor é quem escreve visando o aprimoramento estético de sua escrita, por certo período contínuo de tempo e dando importância a esse ato. Como qualquer ideia, essa também é incapaz de abarcar todo o fenômeno. Podemos, no entanto, supor algumas coisas.

           Em primeiro lugar, é preciso definir o que se entende por "aprimoramento". Não significa, aqui, algo "ex nihilo" ou um "Deus ex machina". Não é "ex nihilo" por que depende da bagagem cultural do indivíduo. Não é "ex machina" por que não tem origem metafísica. É algo que parte do sujeito e toma o próprio sujeito como uma unidade de medida. É algo interno, encerrado em si.

           Seria a prosa de Conrad mais "aprimorada" que a de Hemingway? A poesia de Dante "melhor" que a de Rimbaud? Nada disso. O aprimoramento, aqui, diz respeito ao ponto de partida do sujeito em relação a si mesmo. Se hoje, a partir de determinados critérios, escrevo melhor que ontem, então estou me aprimorando. Se reescrevo inúmeras vezes uma frase, é por que busco um aprimoramento estético. Isso basta.

            Em segundo lugar, é preciso buscar esse aprimoramento por certo período contínuo de tempo. A continuidade é imprescindível. Se por apenas um dia procuro escrever melhor, isso não me faz um escritor. Agora, se passo um, cinco ou dez anos, de um modo mais ou menos contínuo, tentando aprimorar minha escrita, aí sim, temos alguma coisa. Quem é escritor, portanto, possui um desejo quase permanente de escrever mais e melhor.

           Por fim, o ato de buscar um aprimoramento estético permanente em sua escrita precisa ser algo importante para o sujeito. Esse ato terá um forte apelo psicológico, existencial.

           Portanto, se escrevo visando o aprimoramento estético de minha escrita e o faço por certo período mais ou menos contínuo de tempo, tendo esse ato importância em minha vida, sou escritor.

           É possível, agora, definir o que um escritor NÃO é, pelo menos NÃO NECESSARIAMENTE: não é quem tem livro publicado; não é quem é famoso; não é um ser inspirado, genial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários desrespeitosos não serão aceitos.