quarta-feira, 6 de julho de 2016

Náufragos

Estávamos na sacada, quinto andar. Uma caixa de cigarros. Um copo de vodca. Música boêmia jorrando de um pequeno celular. Nossas histórias misturando-se a cada troca de olhares. Algumas conquistas, muitas perdas. Todo o peso de existir concentrado em um instante, engolido com a ajuda do álcool, mesclando-se com a fumaça.

Nossos olhos singravam pelo horizonte, à deriva.

Somos náufragos. O mar, quase sempre, é tempestuoso. Fazemos, uns dos outros, ilhas. Nelas descansamos.

Lembro-me da primeira vez que molhei meus pés no mar. Foi em Maceió. Há quanto tempo? Não sei. Na verdade, não desejo saber. Há memórias que, de tão intensas, parecem aludir a eventos perenes. É como se eles ainda estivessem acontecendo...

Mirava as águas esverdeadas da Praia de Jatiúca. As ondas pareciam-me feitas para embalar utopias. Sol, quiosques, coqueiros, gente indo e vindo. Areia entre os dedos dos pés. Versos de “O mar”, de Baudelaire.

Estava amando. Não bastasse o idílio da paisagem, trazia, eu também, uma ode no peito. Descansaria, à noite, em braços amigos. Uma ilha esperava-me, com gosto de continente. Um lençol branco seria nosso luar, à meia-luz de um quarto preenchido por suspiros e promessas não cumpridas.

No dia seguinte, fui a Praia do Francês. Águas azuis. Recifes. Ventania. Não queria molhar somente os pés. Desejava perder-me na imensidão azulada. Nadar com os peixes. Brincar entre os corais. Ser tragado por alguma corrente marítima.

Foi a primeira vez que me lancei ao mar: ao da terra e ao do amor. O primeiro nunca mais saiu de mim. No segundo, eu ainda nado.

Tendo-se lançado ao mar, não há retorno. Apenas se nada. Aprende-se. Ou se afoga. Por isso eu estava ali, naquele apartamento, naquela ilha, contemplando o horizonte, rememorando.

Quantos mistérios guarda o mar? Impossível definir o amor.

2 comentários:

  1. "Tendo-se lançado ao mar, não há retorno. Apenas se nada. Aprende-se. Ou se afoga." Nossa! Lindo! Ás vezes não nos lançamos,somos jogados pela vida.Mas o aprendizado é certo.Parabéns!

    ResponderExcluir

Comentários desrespeitosos não serão aceitos.